Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Estampas’ Category

Image Hosted by ImageShack.us
Só de olhar para estampas de animais sentia um frio na espinha, sempre tive medo de usar porque, nesse caso, a linha entre o chique e o cafona é tênue. Até que nesse inverno eu comecei a olhar com outros olhos para essas estampas e, quem diria, estou louca para usá-las! Tudo isso so se intensificou com uma bota linda com estampa de tigre que eu vi numa loja, mal posso esperar para o salário vir e eu poder comprar rsrsrs.

Bem, pois antes de usar essa linda bota e para as medrosas serem mais corajosas, eis que surgiu esse post, como perder o medo das estampas de animais!

1.  Se você nunca usou estampa de animal, comece aos poucos.  Para muitas novatas pode ser algo muito ousado e, para não causar um certo desconforto, comece com uma blusa, que ficará bem com calças pretas, jeans e saltos. Depois vá “aumentando a dose” aos poucos.

2. Não misture os animais! Zebra, girafa, onça… Juntos, podem criar uma confusão no seu estilo, pois são difíceis de combinar e seu visual pode ficar muito carregado.

3. Nada de look completo com estampa de animal. Quando essa estampa entrar em cena, use-a com outras peças lisas que combinem com a estampa escolhida.

4. Cores neutras são as preferidas. Preto, branco, cores nude (como cáqui, castanho chocolate, bege) entram em acordo com todos os animais. Porém, se a vontade de combinar com estampas for irresistivel, tenha cuidado para criar um mix hamônico, procure usar sempre tons próximos uns dos outros (onça cinza com listrados em branco e preto pode funcionar bem).

5. Use acessórios de estampas de animais como detalhe. Bolsas, pulseiras, sapatos, cintos, lenços… Construa seu “look” todo preto, por exemplo, com pequenos detalhes da estampa de bicho.

6. Menos é mais. Se ficar em dúvida sobre estar com muitas peças de animal, tire o excesso e siga a opção três acima. A elegância está em saber não carregar na estampa.

7. Harmonia é a palavra chave. Roupa, sapato, maquiagem, acessórios devem harmonizar com a peça de estampa de bicho.

8. Nada de acessórios dourados. Essa mistura leva o look para o lado “perua”.

9. De olhos nos tamanhos. Vale para qualquer tipo de padronagem, quanto maior for, mais “gordinha” ira ficar.

Segue abaixo uma série de fotos para você seguir como exemplo 😉

 Image Hosted by ImageShack.us
Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us

Vestidos

Image Hosted by ImageShack.us
Image Hosted by ImageShack.us

Shorts

Image Hosted by ImageShack.us
Image Hosted by ImageShack.us
Saias

Image Hosted by ImageShack.us
Legging

Image Hosted by ImageShack.us

Image Hosted by ImageShack.us

Jaquetas

Image Hosted by ImageShack.us
Blusas

Image Hosted by ImageShack.usImage Hosted by ImageShack.us

Acessórios

Por hoje é só! Espero que tenham gostado, até a próxima =D

Fontes: Mulher Digital, Chic, Dicas de Menina
Fotos: Fashion Bubbles, Loja Maria Mania, Blog Moda It, For Chanel, Guia de estilos, Bazar Chic By Aline, Márcia Mello e Caleidoscópio.

Read Full Post »

Inicialmente apresentada nas passarelas dos designers mais ousados, a novidade do jogo de estampas parece pegar, principalmente no Verão 2010. A dica é libertar-se de regras antes vistas, onde apenas uma estampa era usada como forma correta combinada com uma peça lisa.

O segredo para combinar diferentes estampas no mesmo look é saber harmonizar o visual. Aqui vai algumas dicas!

– A dica principal para as combinações das estampas é simples: as duas estampas devem conter pelo menos uma coloração em comum, nem que seja a em menor quantidade!
– Estampas mais leves e suaves podem ser combinadas com as mais fortes e vivas.

– Optar por estampas que tenham o fundo claro, ou ambas de fundo escuro.

– A mistura de estampas que tenha cores quentes ou cores frias também é uma solução.

– Atenção ao tamanho! Procure variar os tamanhos e espaçamentos das estampas combinadas entre si – por exemplo, uma estampa menor com uma maior. Ao mesmo tempo estampas supercontrastantes – gigante e mínima – também não ficam tão legais, melhor que a mudança de tamanhos seja gradativa.

– Para as pessoas mais discretas, basta coordenar estampas mais delicadas, principalmente as de fundo claro.

No início, é possível treinar as combinações com estampas combinadas com peças coloridas.

Exemplo de combinações:


 

Gráfica e tie-dye
Por ser mais suave, o tie-dye, fica ótimo com desenhos mais fortes. Ambos devem ter pelo menos uma tonalidade em comum para o look ficar harmônico.

Xadrez e floral
As três cores do xadrez aparecem nas flores estilizadas, formando uma boa dupla.

Listras e flores
Misture as listras coloridas, com um floral delicado como este. Ambos os tecidos devem ter fundo claro para a mistura dar certo.

Listras e poás estilizados
Listras com fundo branco vão bem com estampas bicolores. Para combinar com os poás grandes, prefira as listras fininhas.

Flores e grafismos
A mistura entre cores quentes pode dar certo desde que um esteja presente nas duas estampas.

Poás e flores
As flores são tão fáceis de combinar que se dão bem até com as bolas. Mas o ideal é que as duas estampas tenham poucas cores e pelo menos uma igual.

Poás e borboletas
As borboletas em cores psicodélicas chamam bastante a atenção. Os poás delicados em fundo clarinho são ótima opção para equilibrá-las. Ambos têm duas cores em comum.

Flores
Ao combinar dois tipos diferentes, o ideal é escolher um maior e outro menor. Um deles também precisa ser mais delicado, para quebrar o exagero.

Geométricos e poás
Poás miúdos em fundo escuro podem ser coordenados com desenhos maiores. Os geométricos em fundo claro são ideais.

Artsy
O efeito obra de arte é uma tendência forte. Você pode misturar dois tipos diferentes no mesmo visual desde que um deles seja mais suave, com fundo branco. As listras também são mais fáceis de combinar.

Bichos e listras
Por ser uma estampa de onça estilizada, com tons neutros, ela pode ser misturada com outra. Discretas, as listras também sóbrias são perfeitas.

Estampa com peça lisa


Escolha uma das cores da estampa (ou uma que combine muito com alguma cor da estampa) e repita na lisa. Vale também fazer “tom-sobre-tom” com a estampa e com a peça lisa. Por exemplo: uma blusa floral em verde, vermelho e azul, combinada com uma calça lisa verde ou vermelha ou azul.

Escolha a melhor estampa para o seu estilo e tipo de corpo:

• Listras
As horizontais e largas achatam o corpo e as verticais e finas alongam e emagrecem. Já as com pouco contraste de cores são neutras. As diagonais alongam e as coloridas engordam.

• Xadrezes
Os grandes e largos achatam e aumentam o corpo. Os pequenos e finos são neutros e os muito coloridos tendem a ampliar a silhueta.

• Flores
As grandes aumentam o volume, ainda mais se forem coloridas. As pequenas e delicadas são neutras e bem mais fáceis de coordenar.

• Bolas
Prefira as menores e de cores suaves, pois não interferem no visual. As mesmas regras
também valem para os outros tipos de grafismos.

• Bichos
Requerem muita personalidade para usá-las, pois chamam a atenção mesmo sozinhas. É melhor evitar misturá-las.

• Cores
Os fundos escuros afinam a silhueta e os claros são mais fáceis de usar com outras estampas. Os tons quentes, como amarelo e vermelho, ampliam o volume. Já os frios, como verde e azul, fazem o efeito contrário.

Beijinhuuuusss!!

Fontes: Portais da moda, FFW, Manequim, Portal Quadrangular Brasil

Read Full Post »

Liberty

Photobucket

Ela sempre aparece, em algumas temporadas com mais força, é verdade, mas sempre encontramos as florzinhas por aí! É fácil encontrar cadernos, objetos de decoração, acessórios e até tênis com a estampa colorida.

Delicada, essa impressão reflete os ares femininos, suaves e relaxados evidenciando o lado ingênuo e infantil presente na personalidade de toda mulher!

Photobucket

História

O comerciante Arthur Lasenby Liberty nasceu em 1843 na cidade de Chesham, Buckinghamshire, Inglaterra. O pai de Arthur era decorador e seu tio tinha um depósito de rendas em Nottingham, onde aos quinze anos ele começou a trabalhar.
Em 1861, mudou-se para Londres e foi trabalhar em uma loja de chales e capas, a Farmer e Roger, lá ele se tornou o encarregado do depósito oriental .
Arthur abriu sua primeira loja com três funcionários em Regent Street em 1875, onde ele vendeu ornamentos, tecidos, antiguidades e artefatos do Japão e do extremo oriente. Liberty rapidamente se expandiu para incluir roupas da moda e mobílias, bem como artigos decorativos como vasos, relógios, jóias, têxteis e papéis de parede. Em 1877-78 o South Kensington Museum (atualmente o V&A) adquiriu bordados antigos e tapetes de Liberty.
Liberty optou por uma mistura eclética de estilos populares enquanto desenvolvia seu próprio estilo. Embora vários estilistas e artesãos trabalhassem para a Liberty, a política da loja de manter o anonimato dos seus designers permitiu criar o Liberty Style. Em 1890 Liberty abriu uma loja em Paris, e a loja se tornou sinônimo de Art Nouveau, tanto que na Itália o novo estilo ficou conhecido como Stile Liberty!
Em1884, Liberty pediu para o arquiteto-designer Edward William Godwin construir o “Artistic Costume Studio” para apresentar os designs e tecidos da Liberty. Eles fizeram vestidos para sua clientela de elite, incluindo Isadora Duncan e Mrs. Andrew Carnegie. Proust comprou suas gravatas lá, e as roupas de Gilbert e Sullivan eram feitas de seus tecidos. A procura pelos tecidos Liberty foi maior que os recursos de seus fornecedores e ele decidiu importar tecidos prontos e corantes e estampá-los no Reino Unido. Liberty contou com dois experts de duas companias de estamparia: Thomas Wardle de Leek, em Staffordshire e Edmund Littler de Merton Abbey em Surrey. Na década de 1890, Merton Abbey enviava sua produção inteira para Liberty e em 1904 Liberty adquiriu a compania.
Liberty se tornou famosa por suas estampas e têxteis e por volta do século XX os tecidos Liberty foram usados por grandes designers como Paul Poiret, Yves Saint Laurent, Cacharel e Jean Muir.
A estampa ficou tão popular que foi elevada ao patamar de clássico da moda.

 

Photobucket

Loja Liberty em Londres

 

PhotobucketArthur Lasenby Liberty

 

Modelos
Aqui postei alguns modelos clássicos e novos da Liberty, para mais estampas é só ver o site oficial na parte das fontes.

Photobucket

 

Como usar

– Na hora de apostar na estampa floral, prefira tecidos leves e fluídos, como chiffons, georgetes e algodões.

– As flores miúdas como as das estampas Liberty, favorecem todos os tipos físicos, pois afinam a silhueta, aproveite o efeito se quer aparentar quilinhos a menos; As estampas com flores maiores engordam a silhueta, então se você tem quadris pequenos opte por elas em shorts, saias e calças; já se seu quadril é largo prefira as camisas e camisetas;

– Aquareladas, em tons pastéis ou mais vibrantes elas pedem por complementos neutros, mas – geralmente – caem bem, também, com outras impressões.

– Se você quer misturar estampas, vale usar patchworks delicados e até mesclar flores com listras e poás. Bordados em alto relevo, rendas. Laises, macramês, flores vazadas nos tecidos e aplicações de flores feitas com fitas são recursos originais que trazem um frescor ao look.

– Para as mais ousadas a combinação das cores da estampa com sapatos coloridos é mais do que permitido;

– Cuidado para não exagerar no uso dos acessórios, informação visual demais compromete qualquer look;

– A maneira mais atual de usar peças com a estampa é misturando com acessórios mais pesados, numa onda rocker. Ankle boots, tachas, cintos e couro ajudam a quebrar o look de boa moça, deixando você mais atual sem perder a feminilidade.

Para o verão, você pode combiná-las com botas e jeans para criar um visual com toques retrôs, estilo boho e muito romantismo! Ou então coordenar vestidos e coletes; e batas e shorts jeans, com botas ou sandálias de tiras.

Livro

O livro “Liberty and Co. in the Fifties and Sixties – a Taste for Design” conta como a marca surgiu no cenário internacional e se tornou um grande sucesso.

Fala dos gloriosos anos 50 e 60, quando a Liberty era parceira de YSL, Cacharel, Dior… dos grandes nomes que fizeram a reviravolta na história do mundo da moda, criando estampas e tecidos exclusivos.
Além de toda informação e ser uma deliciosa leitura sobre a história da moda, o livro é lindo, cheio de fotos e imagens vintage, aquela beleza bem atemporal que a gente adora, e nos faz sonhar.

Fontes: Diva Diz, Estilosa Mira Campos, Linda e cheia de graça, Blog sintonias, Fashion Bubbles, Chata de galocha, Liberty.

Read Full Post »

Older Posts »